Teoria das Cores – 1

 

 

 

 

           A mais antiga teoria sobre cores que se tem notícia é de autoria do filósofo grego Aristóteles. 

Aristóteles concluiu que as cores eram uma propriedade dos objetos.

            Foi Leonardo da Vinci quem teorizou e formulou a Teoria das Cores como se conhece hoje em dia. Ele reuniu anotações para dois

livros distintos e seus escritos foram posteriormente reunidos em um só livro intitulado Tratado da Pintura e da Paisagem - Sombra e Luz.

A publicação trata das anotações recolhidas pelo artista ao longo de anos de observação e é a teoria mais corrente,

sendo um legado do Renascimento para as artes visuais.

 Ele se oporia a Aristóteles ao afirmar que a cor não era uma propriedade dos objetos, mas da luz. Havia uma concordância

ao afirmar que todas as outras cores poderiam se formar a partir do vermelho, verde, azul e amarelo. Afirma ainda que o 

branco e o preto não são cores mas extremos da luz. Da Vinci foi o primeiro a observar que a sombra pode ser colorida.

 

 As cores que percebemos são produzidas pela luz. A luz do sol, aparentemente branca, é, na verdade, composta pelas sete cores do arco-íris.

Quando ilumina um objeto ele absorve algumas dessas cores, enquanto as outras são refletidas na direção dos nossos olhos.

Essa percepção é o fenômeno nos permite dizer qual a cor dos objetos que vemos.

 

Precisamos entender o que acontece com as cores para que nossos trabalhos sejam harmônicos.

No Scrapbook, seja ele digital ou não, tudo se resume à cor que damos aos elementos que criamos. Vocês já devem ter percebido que os

 kits, free ou não, possuem a mesma cor em diferentes matizes.

 

É certo afirmar que a preferência pelas cores depende de cada pessoa. É igualmente importante usar as cores de maneira intuitiva, como fazem os artistas,

porém está cientificamente comprovado que determinadas combinações provocam efeitos visuais mais agradáveis do que se usarmos

as cores de maneira aleatória. São as chamadas HARMONIAS, ou seja, as possíveis combinações entre as cores e seus tons, que transmitem

ou ajudam a reforçar sensações e emoções.

 

As cores exercem diferentes efeitos fisiológicos sobre o organismo humano e tendem, assim, a produzir vários juízos e sentimentos.

Aparentemente, damos um peso às cores. Na realidade, olhando para cada cor damos um valor-peso, mas é somente um peso psicológico.

O interessante é que, em alguns casos, a mesma cor tem o poder de expressar sentimentos bons e sentimentos ruins.

O que define essa característica é a situação na qual ela está inserida

 

A cor exerce ação tríplice: a de impressionar, a de expressar e a de construir.

·         A cor é vista: impressiona a retina.

·         A cor é sentida: provoca emoção.

·         A cor é construtiva, pois tendo um significado próprio, possui valor de símbolo, podendo assim,

construir uma linguagem que comunique uma idéia, que pode ser de leveza, alegria, sobriedade, etc.

 

 

Cores primárias

 

São as cores que não podem ser formadas por nenhuma mistura. São: azul, amarelo e vermelho.

 

 

 

Cores Secundárias:

 

São as cores que surgem da mistura de duas cores primárias. São: laranja, verde e violeta.

 

 

 

 

 

 

 

Cores Complementares

 

São as cores opostas no disco de cores.

São usadas para dar força e equilíbrio a um trabalho criando contrastes.

As cores complementares são as que mais contrastes entre si oferecem.

Sendo assim, se queremos destacar um amarelo, devemos colocar junto dele um violeta.

No gráfico abaixo fica mais simples de entender:

 

 

  

Ex: o vermelho é complementar do verde.

O azul é complementar do laranja e assim por diante.

 

 

 

 Cores Análogas

 

São as que aparecem lado-a-lado no gráfico. São análogas porque há nelas uma mesma cor básica. Por exemplo, o amarelo-ouro e o

laranja-avermelhado têm em comum a cor laranja.  

As cores análogas, ou da mesma "família" de tons, são usadas para dar a sensação de uniformidade.

Uma composição em cores análogas em geral é elegante, porém deve-se tomar o cuidado de não a deixar monótona.

 

 

 

 

Temperatura das Cores:

 

 

Cores Quentes:

 

São mais aconchegantes, muito empregadas como apelo de vendas. São mais agressivas, porém, mais alegres que as Cores Frias.

Pertencem ao grupo do Vermelho, Amarelo e Alaranjado, dando origem ao Marrom, Ocre, Tabaco, etc.

 

Cores Frias:

 

Transmitem sensação de amplitude, frescor e calma, mas também são mais tristes do que as Cores Quentes.

Pertencem ao grupo do Verde, Azul e Violeta.

 

 

 

 

 

 

Objetivo: Alguma dúvida?
Envie para o Grupo um e-mail informando se entendeu tudo

 

 

 

Coloque no assunto do e-mail:

Seu nome + número da aula + nome da aula

Não se esqueça de acrescentar o link da aula

 

 

 

 

Texto criado por Rejane para o Grupo Magia em 11 de maio de 2010.